PESQUISE EM NOSSOS POSTS

O SOL


Dias atrás eu estava em um treinamento quando meu chefe, um senhor com muita experiência, me contou algo que aconteceu há alguns meses com ele e que fez com que repensasse toda a sua vida.
Ele estava em um evento no sul, com vários empresários donos de fábricas de móveis.
Ele sempre gostou de conversar com pessoas mais velhas, ouvir suas histórias e experiências.
Em um certo momento, ele avistou um homem em um stand, sentado em uma cadeira de rodas ligado a tubos e a um aparelho de respiração, ao seu lado uma enfermeira e um homem que parecia um segurança.
Ele se aproximou e viu que era umas pessoas que ele já havia conhecido a alguns anos, proprietário de uma das maiores fabricantes de móveis do pais, mas não naquela situação. Então começou a puxar assunto e perguntou o que havia acontecido.
O senhor na cadeira de rodas começou a contar com dificuldade:

Você está vendo esse homem em pé ao meu lado? Ele é meu motorista há 20 anos. Ele tem a minha idade, 54 anos, e olha como ele esta forte e saudável.
Durante toda minha vida, eu só quis trabalhar, quis construir um império, ganhar muito dinheiro e me tornar pioneiro no mercado.
Durante os últimos 20 anos, eu não vi o sol. Eu era o primeiro a chegar na empresa, antes do sol nascer e o último a ir embora, depois que o sol se punha.
Enquanto eu ficava trabalhando pra ganhar mais, meu motorista, ia pra casa curtir sua família. Nos finais de semana quando eu estava na empresa trabalhando mais e mais, ele estava em casa, se divertido e passeando.
Ele via o sol todos os dias.
E eu? Eu só trabalhava.
Hoje, estou assim. Eu acabei com minha saúde por dinheiro. Hoje preciso de uma enfermeira pra tudo. Não posso fazer mais nada sozinho.
Eu não vi meus filhos crescerem, eu não cuidei da minha esposa. Hoje minha esposa foi embora e meus filhos não falam mais comigo, pois eu não estava lá quando eles precisaram de mim.
Hoje, minha empresa está falindo e eu estou morrendo.
Não faça isso da sua vida. Não vale a pena.

Após contar isso, meu chefe me perguntou. Você tem visto o sol?
Isso me fez pensar se eu tenho aproveitado minha vida como deveria aproveitar.
Você tem vivido sua vida como deveria viver?
Hoje, nós vivemos em uma sociedade totalmente capitalista e pluralista. Queremos ter as melhores roupas, ir aos melhores lugares, ter o melhor carro, uma TV de 572’ polegadas e tudo de melhor que o dinheiro possa nos oferecer.
Ta, mas e quanto às coisas que tem valores verdadeiros?
Será que eu realmente preciso daquela TV de 572’ polegadas?
Será que eu preciso mesmo trabalhar 20horas por dia, 7 dias por semana pra ter tudo isso?
Lógico que precisamos trabalhar e honrar nosso trabalho, mas é necessário mesmo nos matarmos pra conseguir dinheiro e mais dinheiro?
Conheço dezenas de pessoas que se matam de trabalhar e fazer hora extra, e não vivem as pessoas ao seu redor. Vivem em função do trabalho e nada mais.
Será que somos como aquele senhor na cadeira de rodas ou como aquele motorista?
Às vezes me vejo na posição daquele senhor. Muitas vezes já me peguei pensando: preciso trabalhar muito pra ganhar mais pra poder ter aquilo tudo.
Mas, pra que?
Deus já não me dá o suficiente? Deus me deu amigos, família, pessoas que se preocupam comigo, que estão sempre comigo. Mas será que estou suficientemente perto deles?
Será que estou lá quando eles mais precisam?
Não quero ser mais um capitalista pluralista e chegar aos 50 anos, sozinho.
Quero sim, ter minhas coisas mas o que mais quero, são as pessoas ao meu redor.
Basta uma vida simples, não preciso das coisas mais caras. Preciso sim, de pessoas comigo.
Cristo era um cara simples, aqueles caras que os seguiam eram caras simples, pq eu não consigo ser?
Eu quero ver o sol nascer e se por e quero estar com as pessoas que me amam qdo elas precisarem de mim.
Não quero acabar como aquele homem da cadeira de rodas.
A qualquer momento eu posso partir. Posso me engasgar com coca cola e morrer, posso ficar velho e solitário. Então porque me preocupo tanto com coisas ao invés de me preocupar com pessoas?
Lógico que eu não posso sair por ai vivendo “La vida loka”. Mas devo aproveitar a graça divina que é esta vida, que Deus me deu para honrá-lo todos os dias. E amar e cuidar das pessoas, faz parte deste processo.
Para que no fim da minha vida eu possa dizer: eu vi o sol.
Nós nascemos sem pedir e morremos sem querer, estamos vivos por pura graça divina, então aproveite o intervalo que Deus te deu da melhor forma. Veja o sol!

O que adianta alguém ganhar o mundo inteiro, mas perder a vida verdadeira? Pois não há nada que poderá pagar para ter de volta essa vida.
Mt 16:26


Doug

1 comentários:

UM GORDO A CAMINHO DO CÉU disse...

muiuuiitto bom!

acho que em 2010, no inicio do ano, a gente deve juntar tudo o que voces fizeram e publicarmos algo!

parabéns!

Related Posts with Thumbnails
 
©2009 Vineyard Café | Mogi das Cruzes - SP | by TNB